Hoje apareceu uma pauta deveras interessante. Vamos direto ao ponto: se você é homem e sabe que não é o pica das galáxias, já deve ter percebido que leva um tempo para que a brincadeira que você faz com os dedos entre as pernas dela de fato a agrade. Se você é garota sabe que para um cara te satisfazer na masturbação de primeira, é algo raro, por isso você deve adestrar ele. Esse assunto surgiu da seguinte conversa com uma mina nesta manhã:

Screenshot_20160215-104257

Se você é homem e já viveu o suficiente para ter relacionamentos e experiências sexuais sólidas e não tem cabeça de adolescente, sabe que tem assuntos na cama que levam algum tempinho para que estejam ajustadas. Sei que o sonho de todos nós homens é chegar lá fazendo elas gozarem 8 vezes, ficarem exaustas e pedir arrego, só para fazer com que se sinta o comedor, pica das galáxias de ouro como se você fosse o cara que melhor comeu ela até hoje e dificilmente terá outro igual. Mano só nos nossos sonhos saca? A vida real, que vai além da cabeça de nossos paus é bem diferente.

Saca o seguinte: nunca ninguém será tão bom em masturbar a pessoa quanto ele(a) mesmo(a). A região da vagina feminina é bastante sensível e muito facilmente a garotada machuca a região tentando masturbar elas como se estivesse no xVideos. Mas Diego, elas se masturbam como se estivessem batendo um bolo! Sim cara, mas elas dominam a velocidade, intensidade e pressão adequadas que a coisa exige, você não. Nesse momento amigão o melhor que você tem a fazer é ir com calma e não ser afoito, tocar com cuidado e ir pegando mais “firme” à medida que ela for pedindo.

Ouvi sobre caras que se sentem ofendidos quando a garota tenta ajudar, com argumentos do tipo “deixa comigo, você acha que eu não sei foder?”. Sejamos francos amigo, se você soubesse ela não estaria tentando te ensinar (gargalhada viking), pelo menos não sabe da maneira que ela gosta, mas isso pode ser resolvido se você tiver humildade e cumplicidade o suficiente com ela para deixar que te ajude a se ajudar, para que a transa seja boa para ambos.

Nunca você irá masturbar alguém tão bem quanto a própria pessoa, independentemente de ser homem ou mulher. Para esse tipo de coisa que existe boquete. A pessoa passa a vida toda se masturbando, tem prática com isso e pode fazer a qualquer hora nela mesma, mas tem uma coisa que ela não pode fazer em si mesma, e isto é: se chupar! Não vou discutir como chupar uma garota, pois já tem um papo franco sobre isso no artigo “Guia rápido do boquetão em mulheres”, que eu humildemente recomendo que você leia e não entenda de fato como um guia, mas um bate papo sobre como as coisas podem (ou não) começar e quem sabe funcionar. Que tal?

landscape-1445716328-g-masturbation-130989171

Se você é garota, a lógica do boquete é a mesma. Para de ficar querendo bater para o cara como se estivesse esfaqueando, machuca gata. Ele já sabe bater, caia de boca que isso ele não consegue fazer em si mesmo. Agora outro detalhe que é muito importante: tenha ciência de que nem sempre o cara vem pronto ou “configurado” para sexo da maneira que te agrada, então você também tem que ter um pouco de paciência para ensinar o cidadão a te satisfazer. Não se trata de o fato do cara não saber transar ou ser inexperiente. Apenas indica que possivelmente a experiência dele é diferente da sua. No caso da masturbação, claro que se masturbar com alguém é muito legal (deu até um calor aqui mina), mas homens são muito mais facilmente agradados nesse requisito, aliás homem se agrada com qualquer coisa, basta ver peitos. Vocês são geralmente mais detalhistas e sensíveis fisicamente, de modo que ter um pouco de paciência com o cara, quando ele não é um otário e se deixa ser ajudado, vai fazer bem para relação de vocês. Mostrar onde tocar, como tocar, fazendo qual movimento e etc… Sim, homens necessitam serem adestrados em algumas coisas nesta vida. Não somos animais mas acho que o termo é bem este.

No final das contas amigos e amigas, sexo e relacionamento além de se basear em companheirismo e desejo dentre outras coisas, exige ajuda mutua e troca para que as coisas funcionem, especialmente a capacidade de se colocar no lugar do outro e perceber que em momentos onde são os dois, ambos têm que funcionar um para o outro, sempre pensando em satisfazer a outra parte. Já disse várias vezes e repito: se em uma relação cada um fizer a sua parte para tornar as coisas melhores para o outro, todos sempre ganham igualmente. Isso vale para masturbação por exemplo. Concorda? Discorda? Conta aí nos comentários.

Acauã Pyatã
Na maior parte do tempo: publicitário e blogueiro, nas raras horas vagas um tremendo vadio de skate e desocupado no Insta. Insurgente, divergente e procrastinador. O tipinho de cara que escolheu morrer de pé ao ter que (sobre)viver de joelhos, alguém que escolheu ser a navalha ao invés da carne, um homem que absolutamente não é obrigado a nada, entendeu? N-A-D-A. Um maldito índio moderno em uma arcaica selva de pedra que um dia haverá de cair. Mas não agora, não mesmo. Fale com ele pelo e-mail: diego@derepente.blog.br