De Repente

Tacapando pimenta nos olhos de quem merece. Fazendo arder na pele de quem precisa.

Category

Por ai

Peludinha, peludona, raspada.

ATENÇÃO: Não deixe de participar da enquete no final do artigo. Um assunto que sempre é muito polêmico entre homens e certamente é bem batido entre garotas feministas é sobre o domínio do corpo feminino e a questão de “meu corpo,… Continue Reading →

A deliciosa arte de ligar o fodômetro

Quem aprende a ligar o fodômetro percebe que nada é tão urgente assim e que ganhando ou perdendo a vida continua sempre em frente. Deveríamos nos cobrar menos e nos permitir mais. Deveríamos nos culpar menos e nos divertir mais. Deveríamos lembrar e esperar menos e viver mais. Mais vale o prazer de um provolone à milanesa que existe do que a projeção de um castelo na Itália.

Quem aprende a ligar o fodômetro percebe que nada é tão urgente assim e que ganhando ou perdendo a vida continua sempre em frente. Deveríamos nos cobrar menos e nos permitir mais. Deveríamos nos culpar menos e nos divertir mais…. Continue Reading →

Quando sexo banaliza, veja a oportunidade.

Em tempos de Badoo, Tinder, Lovoo, Zhosk e aplicativos de encontros que no Brasil se tornam verdadeiros locais para encontrar prazer e sexo descomprometido, transar nunca se tornou algo tão banal. Se você já instalou algum desses aplicativos (ou todos)… Continue Reading →

O vibrador e os gnomos (+18)

Nesta história em quadros, você verá que as minas mal podem se masturbar em paz hoje em dia. Até mesmo os malditos anões/gnomos aparecem pra atrapalhar o orgasmo. (Clique na primeira imagem e navegue usando as setas do teclado). Saudade… Continue Reading →

Os terríveis poderes Sapatônicos!

Como todos sabem, tenho uma vibe de compartilhar fragmentos do meu cotidiano com as pessoas através das mídias sociais. Eu sei que ninguém se importa com o que acontece no meu dia, mas foda-se, quem não quiser ler o que… Continue Reading →

“Marlene” e tudo o que a vida lhe ensinou

Leia ouvindo esta música: Saindo um pouco do eixo da lascividade tipica deste blog, hoje quero compartilhar uma história com vocês, de uma camaradinha que vou chamar ficcionalmente de “Marlene”. Ela sempre foi muito queria e brothona da galera. Sabe… Continue Reading →

Nojinho de sangue: ele preferiu não me comer de quatro.

Olá pessoal, o texto abaixo foi enviado por uma leitora. Ele é muito interessante pois fala de uma questão que me parece muito recorrente no universo feminino. Como este blog é um espaço livre, ela simplesmente optou por não se… Continue Reading →

Ele perdeu a camisinha dentro dela!

Este final de semana fiquei sabendo que o meu melhor amigo além de casar, está prestes a se mudar com a noiva para o canto dele e até que fim, deixar de enrolar a moça e entrar de maneira clara… Continue Reading →

Xica da Silva (1976), uma deliciosa negra.

Se você é brasileiro(a) e curte cinema, especialmente as produções nacionais, sabe que somos altamente autoral, de forma que o cinema no nosso país sempre foi disruptivo, malandro, muitas vezes marginal e conhecido no mundo todo pelo grande impacto e forma… Continue Reading →

Sozinho(a) e muito feliz.

Se tem uma coisa que me deixa intrigado é o apego que as pessoas, tanto homens quanto mulheres, tem quanto a estar com alguém ou de se sentir como se fosse de alguém. Percebo que para a maioria das pessoas a… Continue Reading →

© 2018 De Repente — Powered by WordPress

Theme by Anders NorenUp ↑