adv_blog_18

Eu realmente não gosto de escrever textos do tipo “aprenda a foder”, por achar que muitos blogs já fazem isso e ter certeza de que sexo não tem regra absoluta e cada casal ou pessoa possui as suas particularidades, mas como uma garotada tá com os pintos e vulvas pegando fogo no inbox e no e-mail sobre este assunto, vou escrever como acredito que seja um bom caminho para começar.

Antes de mais nada, repito que sexo não tem regra nem manual, cada pessoa tem tesão e pontos sensíveis diferentes das demais. O que vale na hora do sexo, para que ele tenha qualidade, é ter paciência para explorar o corpo da parceira e perceber reações que indiquem que daquilo ela gosta. Mas vamos ao que interessa, como chupar o xirí dela até ela gozar.

  1. Tudo começa na pré, por isso invista bastante em pegadas fortes, esfregas, dedinho na buça dela, boca no pescoço, nos seios e bons chupões na barriga até chegar nas coxas. Tente não tirar a calcinha dela ainda, você já vai entender o motivo. Desça lambendo, chupando e mordendo a parte interna das coxas até chegar na virilha, onde você também deverá investir em mordidinhas. Brinque com a língua e morda levemente por cima da calcinha, olhando nos olhos dela. Pegue a mão dela, leve até a calcinha dela e faça com que ela afaste a peça de roupa para o lado, relevando o playground.
  2. Não comece com intensidade, dê beijos na vagina dela, morda bem levemente os lábios da vagina, chupe levemente e ai, de maneira pretensiosa, estique a língua para a parte interna. Comece lambendo com o movimento de baixo para cima e de cima para baixo. Algumas garotas curtem muito sentir algo penetrando, então force a língua para dentro do canal da vagina vez ou outra e acompanhe a reação dela.
  3. Quando perceber que ela está mais relaxada e que você lubrificou ela com a sua saliva, movimente a língua em círculos, em regiões cada vez mais localizadas, até descobrir o local onde está o clitóris. Algumas garotas tem o clítoris mais exposto que outras. Tem umas que francamente é meio difícil consegui chegar nele, mas o primeiro passo é localizar, final de contas a vagina de cada mulher tem uma anatomia ligeiramente diferente.
  4. Quando conseguir localizar, comece a sugar levemente a região para tentar expor o clitóris, caso os lábios da vagina estejam atrapalhando o contato direto com a linguá. Ao conseguir expor o clitóris chupando, você vai sentir com a língua um ponto que é mais rígido e liso que a área ao redor, bingo! Você pode usar os dentes de maneira bem leve e delicada para fixar a exposição do clitóris, mas tome muito cuidado pois se você passar um pouco do ponto, pode causar dor nela. Caso consiga expor o clitóris com o suporte dos dentes, não conte conversa e invista nas linguadas, primeiro mais de vagar e intensificando.
  5. Não se esqueça de fazer tudo isso sempre olhando nos olhos dela. Outra coisa que ajuda muito é segurar pela lateral da calcinha, a que eu disse para você não tirar ainda, e com uma pegada forte fazer com que ela movimente o quadril e o corpo para os lados, cima e baixo e para frente e para trás. Invista também em segurar firme nos seios, cintura e levar a sua mão e dedos até a boca dela. Tem garotas que adoram chupar algo enquanto estão sendo chupadas.
  6. Caso você tenha tido dificuldades em tocar o clitóris ou expor ele de maneira direta, uma dica é posicionar a palma da mão na “testa” da vagina, puxando para cima e com a outra mão, abrindo e expondo a parte interna da vagina. Você vai perceber que o clitóris vai aparecer com muito mais facilidade. Caia de boa.
  7. A partir desse ponto você já pode tirar a calcinha dela normalmente, com a boca ou rasgando com os dentes.
  8. Enquanto você chupa, não se esqueça das mordidinhas na virilha e na buça.
  9. Não deixe de atentar que tudo o que você fizer deve possuir leveza, não chupe como se estivesse querendo tirar gasolina do tanque com uma mangueira, isso machuca. Não morda com muita força, apenas uma leve e ligeira pressão para que ela sinta os dentes é suficiente. Não pressione a língua com muita força contra a vagina, a região é sensível e possui muita capilaridade de pequenos vasos isso pode causar muito incômodo.
  10. Uma outra dica legal é que se você tem barba, sempre deixe ela em um volume um pouco rente ao rosto, tipo maquina 1, especialmente se ela for cheia e de fios grossos. Invista em passar a barba da parte do queixo na vagina dela de baixo para cima e de cima para baixo e no clitóris também, mas não se esqueça: tudo com muita leveza e delicadeza. Dessa forma ela vai parar na lua.
  11. Feito tudo isso, você começará a notar que ela está gostando e prestes a gozar através de reações como: gemidos, inclinar a cabeça para trás, ela apertando os próprios seios, respiração profunda e intensa, transpiração, movimento de quadril, subindo o quadril, apertando a tua cabeça com as pernas, chupando os teus dedos, segurando por cima das tuas mãos enquanto tu pega no corpo dela e etc…
  12. Regra de ouro: Não importa o que ela faça, não pare até ela gozar na tua boca.
  13. Enfiar um ou dois dedos no canal vaginal e masturbar ela além do clítoris na língua é uma boa, então faça bem as unhas, tire as peles duras dos dedos e invista nisso.
  14. Depois que ela gozar a primeira vez, ponha ela de quatro, chupe ela mais um pouco, de cima a baixo e não se esqueça de experimentar passar a língua levemente naquele lugar bem cobiçado e pronto… suba e penetre com vigorosidade. Dê muitos orgasmos para esta mulher.

Acredito que assim fica bem mais simples e fácil dar prazer para uma mulher e até mesmo fazer com que ela goze com sexo oral nela. Mas se ainda assim não está satisfeito, confira abaixo esse infográfico com um guia que o Casal Sem Vergonha preparou. O que importa é criar o seu estilo, misturar técnicas e criar as suas. Boa sorte e divirta-se com ela.

post-manual-chupar-buceta

Acauã Pyatã

Na maior parte do tempo: publicitário e blogueiro, nas raras horas vagas um tremendo vadio de skate e desocupado no Insta. Insurgente, divergente e procrastinador. O tipinho de cara que escolheu morrer de pé ao ter que (sobre)viver de joelhos, alguém que escolheu ser a navalha ao invés da carne, um homem que absolutamente não é obrigado a nada, entendeu? N-A-D-A. Um maldito índio moderno em uma arcaica selva de pedra que um dia haverá de cair. Mas não agora, não mesmo.

Fale com ele pelo e-mail: diego@derepente.blog.br