adv_blog_18

Não galera sério, manja esse papo ai no FaceChat hauahua Eu estava guardando pra um momento bem oportuno… foi em fevereiro…

Capturar2

 

Galera sério, a pessoa que mandou esta sugestão é conhecido(a) por ser um(a) grande zoadista e piadista, mas considerei o tema além de divertido, extremamente pertinente, pois não fala simplesmente sobre beijar a garota depois de um orgasmo durante sexo oral, mas especificamente sobre os limites e condições que todos nós temos quanto a prática sexual.

Vou ser direto: Você beijaria a sua namorada/esposa/B.A ou ficante depois de gozar na boca dela? Conheço pessoas que acham isso extremamente inaceitável. Tem garotas que não curtem, já tem umas que adoram, mas o fato é que predominantemente a maioria dos homens como citado pela pessoa, não beijaria a parceira depois de ter um orgasmo na boca dela.

Bom, para nós homens este tópico aparentemente é delicado, acredito que por questões que supostamente ferem a masculinidade, afinal de contas que porra de homem curte esse papo de esperma na própria boca? Podem ser perguntar muitos. Já ouvi o lado feminino sobre o tema e também o masculino, minha percepção é que para a maioria dos homens, gozar na boca delas é uma espécie de fetiche e frizon ao passo que beijar em seguida é como se fosse uma fragilização da própria heterossexualidade. Cheguei a conclusão de que para os que pensam assim, o esperma foi feito pra ser jorrado na garota e homens héteros e viris ficam a parte disso.

Ouvindo garotas, algumas falaram que acham nojento deixar os caras gozarem na boca delas, embora elas adorem fazer boquete e fazer ele chegar no orgasmo assim, mas não na boca delas. Tiveram aquelas que disseram que adoravam e se sentiam muito excitadas quando o parceiro chegava ao orgasmo na boca delas. Você já teve a impressão de que garotas são mais abertas para experimentações sexuais do que homens? Mas é bem por ai. Também ouvi caras que simplesmente não tem problema algum em encher a boca do próprio esperma durante um beijo após o orgasmo na boca da companheira.

Particularmente eu acredito que até certo ponto a rejeição a isto chega a ser normal já que quanto a sexo tem coisas que você gosta e outras não. Viva as diferenças! Mas a partir de certo ponto é frescura. Se você é homem e realmente não curte essa vibe de beijar a sua parceira com a boca cheia do seu material genético (hauahua), faça com que ela se livre da maneira que melhor a agrada, engolindo ou cuspindo sei lá, e beija depois. Se mesmo depois disso você ainda tem algum tipo de resistência, é bom repensar nas coisas jovem, pois você realmente tem algum tipo de problema da ordem de aceitação em relação a si mesmo.

Para alguns caras a namorada com a boca que nem Mun
-Ha durante a transformação pode parecer muito tentadora, enquanto para outros pode parecer muito intimidador, mas camarada pare e pense no seguinte: a parceira está com você (está e não é sua, ela não é sua, ela é dela mesma), está transando com você e se ela gosta de orgasmo na boca dela ao menos peça para que ela dê o destino que mais agrada ela para a coisa e deixa dê frescura e beije a vontade. Vai ver que no final você não estará menos hétero e que não faz diferença nenhum. Te digo pois nas condições que acabei de citar, não tenho problema algum com isso. Falows Valews e vá transar e dar uns bons beijos depois.

Acauã Pyatã

Na maior parte do tempo: publicitário e blogueiro, nas raras horas vagas um tremendo vadio de skate e desocupado no Insta. Insurgente, divergente e procrastinador. O tipinho de cara que escolheu morrer de pé ao ter que (sobre)viver de joelhos, alguém que escolheu ser a navalha ao invés da carne, um homem que absolutamente não é obrigado a nada, entendeu? N-A-D-A. Um maldito índio moderno em uma arcaica selva de pedra que um dia haverá de cair. Mas não agora, não mesmo.

Fale com ele pelo e-mail: diego@derepente.blog.br