De Repente

Tacapando pimenta nos olhos de quem merece. Fazendo arder na pele de quem precisa.

Tag

anal

Conto erótico: A loirinha da WE 51 Parte 1 (+18)

Este conto possui lugares, nomes e características que são ficcionais, qualquer semelhança com a realidade é mera coincidência. Aqui no Stellio e Cidade Nova a vida de adolescente sempre corre com dias iguais, coisas novas sempre custam acontecer e quando… Continue Reading →

Conto erótico: Calores de uma noite qualquer. (+18)

Dividida entre planejar aulas, ler um livro, estar louca pra jogar conversa fora e ser uma mulher de poucos amigos, fim de semana inspirador esse. Luciano me deu apenas um alô pra dizer que ainda estava vivo e que logo… Continue Reading →

Conto Erótico: A verdadeira fruta do pecado. (+18)

Até aquele momento, eu não acreditava em amor, que eu pudesse me apegar. Suas linhas e os seus traços deixados pelo tempo me eram peculiares, atraíam meu olhar todas as noites quando eu chegava do trabalho e me jogava no… Continue Reading →

Conto erótico: Me leve para o inferno pelas portas do paraíso. (+18)

Eu acho que a vida é um grande palco e você a passa inteira encenando diversos papéis… O meu, no meu ambiente de trabalho, é o de séria, imaculada e sistemática. Na rua, sou a desastrada, em casa eu sou… Continue Reading →

Conto Erótico: O passado pede carona às vezes (+18).

“I’m bulletproof, nothing to lose. Fire away, fire away…” O mundo parecia completamente em câmera lenta enquanto eu pulava ao som de Titanium, meus cabelos soltos, suspensos no ar, tão negros, mal se destacavam da noite, de olhos fechados, o… Continue Reading →

Conto erótico: Prazer é bebida que se toma quente. (+18)

Conto erótico por: Sérgio Puget Capítulo 01 – A conquista.     Era uma noite quente, o bar estava lotado de pessoas transitando. Havia uma dúzia de mulheres gritando ao redor de uma mesa de sinuca e alguns homens babando… Continue Reading →

Conto erótico: Vinho, gozo e despedida. (+18)

Eu estava cansada de ouvir o barulho do teclado, já passava de uma hora da manhã. Tomei banho com os meus sais embora não tivesse nenhum plano para essa noite, quer dizer, os meus planos eram dormir, mas já me… Continue Reading →

Conto erótico: Noites de um verão qualquer. (+18)

Penso melhor se estiver ouvindo música, então não estranhe se eu disser que hoje estava corrigindo provas (uma montanha de provas) ao som de Skank, Noites de um verão qualquer.  Essa música me faz lembrar o Lucas, do nosso tal… Continue Reading →

© 2017 De Repente — Powered by WordPress

Theme by Anders NorenUp ↑