De Repente

Tacapando pimenta nos olhos de quem merece. Fazendo arder na pele de quem precisa.

Tag

crônica

“Amor” é fogo que arde, e se vê

Amores, voltei! Sinceramente eu iria preferir não estar dirigindo, por mais que eu goste de fazer ultrapassagens, a noite estava linda, eu queria poder apreciar as luzes da cidade através do vidro embaçado pela chuva na janela do banco do… Continue Reading →

Carta de um cafajeste sincero.

Belém – Pa, 02 de abril de 2002. Cláudia, Preste bastante atenção nestas linhas pois elas te serão as minhas últimas palavras. Está é a última vez que estou saindo quieto da tua cama na calada da noite. Enquanto escrevo… Continue Reading →

“Marlene” e tudo o que a vida lhe ensinou

Leia ouvindo esta música: Saindo um pouco do eixo da lascividade tipica deste blog, hoje quero compartilhar uma história com vocês, de uma camaradinha que vou chamar ficcionalmente de “Marlene”. Ela sempre foi muito queria e brothona da galera. Sabe… Continue Reading →

© 2017 De Repente — Powered by WordPress

Theme by Anders NorenUp ↑