De Repente

Tacapando pimenta nos olhos de quem merece. Fazendo arder na pele de quem precisa.

Tag

reflexão

Você não está louca, querida.

É isso ai, depois de vários dias fora do ar estamos de volta, pois a moral e bons costumes, a tradicional família brasileira e aqueles que veem na opressão de ideas, pensamentos e sentimentos o caminho para moldar o mundo… Continue Reading →

Velho Verso Colorido

Ele tinha os dentes amarelos, A vista já cansada e os dedos calejados, Uma xícara de café preto a cada uma hora, Dores no peito e e uma máquina de escrever. Faltava sono, Faltavam as pessoas, Faltava ânimo, Faltava amor,… Continue Reading →

Quando sexo banaliza, veja a oportunidade.

Em tempos de Badoo, Tinder, Lovoo, Zhosk e aplicativos de encontros que no Brasil se tornam verdadeiros locais para encontrar prazer e sexo descomprometido, transar nunca se tornou algo tão banal. Se você já instalou algum desses aplicativos (ou todos)… Continue Reading →

Desabafo: Bella sendo Bella

Hoje eu estava vendo um filme que gosto muito, NOME PRÓPRIO, esse filme me faz lembrar de mim mesma às vezes, não sou tão inconsequente quanto a personagem dele, mas temos a mesma capacidade de nos dar mal nos relacionamentos,… Continue Reading →

Sozinho(a) e muito feliz.

Se tem uma coisa que me deixa intrigado é o apego que as pessoas, tanto homens quanto mulheres, tem quanto a estar com alguém ou de se sentir como se fosse de alguém. Percebo que para a maioria das pessoas a… Continue Reading →

Uma breve filosofia do sexo oral

Vi este artigo excelente no blog Papo de Homem e tinha que compartilhar aqui em virtude da abordagem extremamente incomum para o assunto boquete. Vale a pena dar o clique no título r ir para a página. Boa leitura e reflita.

Vi este artigo excelente no blog Papo de Homem e tinha que compartilhar aqui em virtude da abordagem extremamente incomum para o assunto boquete. Vale a pena dar o clique no título r ir para a página. Boa leitura e… Continue Reading →

Pensando sobre solidão.

Dizem que a solidão enlouquece, mas a sua sanidade na verdade só vai tá em jogo a partir do momento que você não é mais sozinho, que você convive com outras pessoas. Como tinha dito no post “Sobre saudade“, também… Continue Reading →

Ser adulto(a) é muito chato.

Me recordo de quando era criança e adolescente, exigia ser tratado como adulto, era louco para ficar logo mais velho, trabalhar e poder comprar todos os brinquedos, vídeo games e fazer os cursos de música e artes que eu curtia…. Continue Reading →

Amor…

Na última sexta-feira uma amiga me convidou para sentar em um bar e tomar umas cervejas, colocando o papo em dia. Como sempre tivemos muita abertura, liberdade  e intimidade um com o outro para tratar de diversos assuntos, quem sabe… Continue Reading →

Mais uma sobre destino.

A maioria das pessoas convenciona que o seu destino é aquilo para o qual estamos direcionados, predefinidos ou em termos claros: sentenciados. Ora, por qual motivo não podemos entender o destino como meramente o que ele é: um ponto ou… Continue Reading →

© 2018 De Repente — Powered by WordPress

Theme by Anders NorenUp ↑