Esse final de semana, durante uma farrinha marota na casa de uma amiga, fui assuntado com uma sugestão de pauta para este blogs lascivo, sobre uma questão que é no mínimo divertida e ao mesmo tempo irritante: pessoas que falam de mais e fodem de menos durante a transa. Hoje nós vamos falar sobre o curioso ser “fudente” conhecido como: o narrador de sexo.

Sabe aquela pessoa que passa a foda toda dizendo o que você deve fazer? Por exemplo: agora fica em cima vai, rebola no meu pau vai, quica em cima de mim vai, vai safada se movimenta, me chupa caralho e etc…? Pois então, este é o narrador de foda. Mas gostaria de citar também que este não é um mal só de alguns homens, já tive experiências que seriam perfeitas, seriam se elas ficassem com a porra da boca fechada. Ainda bem que existe boquete.

O clima para uma boa transa obviamente envolve dentre outros elementos coisas a serem ditas, mas como tudo que ocorre em excesso, pode prejudicar. Imagino que ouvir certas expressões e frases durante a transa, em tom de voz e momentos adequados potencializa o tesão. Eu particularmente gosto de dizer coisas, mas agora porra! A criatura ficar a transa toda falando é escroto, especialmente com a pessoa que além de falar de mais, fode de menos. Eu tenho a leve impressão de que gente que curte narrar a transa costuma agir que nem uma múmia paralitica na cama, pois está tão concentrado(a) em ditar o que o(a) parceiro(a) deve fazer para sentir prazer, que acaga esperando receber de mais e dando de menos.

Já falei aqui trocentas vezes que sexo não se trata de receber prazer, mas de dar. Se ambos se esforçam para dar o melhor orgasmo da vida para o outro, a transa vai fluir muito bem, mas quando é cada um por si, normalmente alguém vai ser feliz enquanto a outra parte nem tanto. Admiro garotas que sabem foder bem e falam pontualmente a coisa certa no momento certo. Barulhos? Só o do atrito dos corpos, da cama e claro gemidos. Outra impressão que tenho é que essa galera, especialmente homens, que curtem tagarelar pelos cotovelos enquanto fodem, o fazem por vício adquirido durante anos de punheta para vídeos pornôs de última categoria, onde os atores gritam e falam pra caralho.

Garotada, vou lhes dizer uma coisa, vídeos pornôs são terríveis para criar vícios sexuais nas pessoas. Não adote filmes pornôs como regra, apenas como meras referências que devem ser adotadas para incrementar pontualmente alguma técnica que você pretenda utilizar. Me recordo de uma amiga que apresentei para um brother e que depois, quando ela comentou sobre a foda dos dois, deferiu o seguinte comentário: “ele fode gostoso mas porra, fala muito, tive que pedir pra ele calar a boca”.

Unfulfilled

Unfulfilled

Sabe o que eu acho maneiro em foder calado(a)? É que você consegue se concentrar com maior intensidade na sensação do prazer físico. O toque da pele, o atrito dos corpos, o calor do “buraco”, o cheiro dela, os movimentos do corpo dela junto com o teu e no momento em que se chega no limiar do prazer, quando a mente o corpo quase não se contém, você fala algo de maneira pontual, curta e precisa. Agora se tu quer foder falando pra caralho, compra um pênis de plástico ou uma boneca inflável. Estes brinquedinhos não se importam com o fato de você narrar um jogo de futebol quando deveria estar concentrado em foder valendo.

Claro que temos que entender que tem gente que se sente muito excitado(a) em falar pra caralho ou até mesmo em que a outra pessoa fale, especialmente aquelas pessoas que gostam de submissão, fazer tudo o que o parceiro manda ou ver a parceira fazendo tudo conforme os comandos, mas amiguinhos, estes são casos reservados e não representam a maioria.

É muito complicado transar com alguém que fala de mais e fode de menos, quando poderia falar menos e foder bem mais. Quando me relataram isto, confesso que fiquei meio que em outra dimensão lembrando de experiências pessoas e conclui que: cara isso é uma droga. Você já passou por alguma experiência parecida? Gosta que narrem enquanto te fodem? Gosta de foder alguém narrando o que a pessoa deve fazer? Eu particularmente sempre digo que quem come calado come mais e melhor, frase que cunhei para expressar que não se deve sair por ai falando sobre com quem você está transando, mas acredito que neste caso aqui, ela também se aplique. Concorda? Discorda? Conte a sua história pra gente nos comentários!

O papo é reto, sussurrar algumas coisas e falar sacanagem durante a transa é muito maneiro, mas quanto a isto meus amigos e amigas, “seji” menos(as) e “seji” na medida. Falows garotada!

Acauã Pyatã

Na maior parte do tempo: publicitário e blogueiro, nas raras horas vagas um tremendo vadio de skate e desocupado no Insta. Insurgente, divergente e procrastinador. O tipinho de cara que escolheu morrer de pé ao ter que (sobre)viver de joelhos, alguém que escolheu ser a navalha ao invés da carne, um homem que absolutamente não é obrigado a nada, entendeu? N-A-D-A. Um maldito índio moderno em uma arcaica selva de pedra que um dia haverá de cair. Mas não agora, não mesmo.

Fale com ele pelo e-mail: diego@derepente.blog.br